Tento, incansavelmente controlar minhas emoções, meus anseios, meus sentimentos, minhas dúvidas, mas eles são mais fortes que eu, me arrebatam, me corroem, me insultam com seus devaneios, me confundem com suas artimanhas.
E como uma dança hipnótica, colocam-me no centro da minha vida, tendo a volta um sem fim de emoções que me deixam atordoada e confusa.
Muitas vezes me sinto fraca, com vontade de parar, de desistir, mas meu sangue ferve, minhas veias pulsam, meu corpo vibra, sei que sou mais forte, mas tenho vontade de largar tudo.
Em alguns momentos de nossas vidas, escolhemos os caminhos mais tortuosos, mais difíceis, preferimos as lágrimas, as tristezas, às dúvidas, sendo que na maioria das vezes está tudo tão claro, bem na frente de nossos olhos.
Não tenho a pretensão de acertar sempre, não sou perfeita, mas também não tenho medo de errar, ultimamente tenho cometido alguns erros imperdoáveis em relação a algumas pessoas, algumas dei demasiada atenção, mesmo sabendo que não mereciam, outras não dei o carinho que naturalmente lhes eram de direito, e tenho consciência disso.
Hoje é dia 17 de janeiro, faltam 3 dias para o meu aniversário de 34 anos, não sei bem o que sinto, nos últimos dias muitas coisas aconteceram, como se toda minha existência tivesse sido resumida em algumas semanas.
Foram tantas coisas, tantas novidades, tantas situações, que confesso, fiquei assustada.
Nesse ano que agora ta começando, minha única resolução era não prometer nada, não planejar nada, deixar que tudo fluísse, que a vida se encarregasse de me mostrar o caminho certo, mas não foi bem assim, não sei se porque, inconscientemente, eu acabo sempre escolhendo, o caminho errado, mas escolhendo.

Na verdade não tenho certezas, tenho caminhos, não tenho tristezas, tenho experiências, não tenho a verdade absoluta, mas o desejo de acertar... sempre.

 
 
 
 

Postar um comentário 16 comentários:

Alisson da Hora disse...

as escolhas podem ser certas ou erradas, mas sempre serão escolhas, apostas, que sempre valerão a pena...

o tempo passa, mas é bom que passa sempre...

beijo grande de saudade

17 de janeiro de 2009 02:35

tossan disse...

Já me disseram uma vez que a vida nada mais é do um improviso e portanto, não precisa. Gostei de novo! Bj

17 de janeiro de 2009 12:08

Tata disse...

Oi,

O segredo é esse....levar sem pensar tanto em erros e acertos....é fazer aquilo que seu coração manda, sem muita ansiedade e expectativa.
bjinhos

17 de janeiro de 2009 18:55

Lis disse...

Renata,
É isso mesmo, montes de experiências, a nossa vida.

E mesmo que, ao fim de uma etapa, cheguemos a conclusão que podíamos ter feito diferente, nada nos garante , que não vamos repetir, algo que avaliamos como um erro anterior.

E isso (creio eu!) é a vida!

E segue o bonde! É bom desabafar, né?

Beijo grande!

18 de janeiro de 2009 11:47

Marcos Campos disse...

Olá Renata!!
A vida é esse turbilhão de incertezas mesmo, se tivéssemos certeza e tudo, nada teria muita graça...erros, sempre os cometeremos, isso é ser humano, mas o ser humano sábio, consegue ver nos erros, os acertos do futuro, e isso nos faz seres melhores, umas das poucas coisas boas que vem com a idade...
Be happy!!
Beijos!!!

18 de janeiro de 2009 18:00

Aline Dias disse...

eu sempre penso saber de tudo, e essa tua última frase vai ficar na parede do meu quarto.

bdijo, re ;@

18 de janeiro de 2009 23:19

Angie Von D. disse...

A vida é um mar de incertezas.
A única certeza é que, bem ou mal, a vivemos.
Não há maneiras certas ou erradas de a viver, cada um a vive como bem entende, como se sente melhor, como acha que deve viver.
Somos inevitávelmente humanos, muitas vezes vivendo como monstros e comparados a animais, mas somos.
E vamos sendo com o passar dos anos.

Beijo Renata, deixei uma mensagem para ti ;)

19 de janeiro de 2009 11:51

Melsavinon disse...

E que venha a vida!Mais cheia de amor e de desafios...se estamos vivos precisamos de algo para lutar!Lutar para sermos felizes...
Bjs

19 de janeiro de 2009 12:02

D.Ramírez disse...

Erram aqueles que fazem, os que nada fazem não podem errar.
Mas acredito que fazendo, vc erra menos e acerta mais. Ainda mais aqui, com seus textos e falas que nos deixam sentir saudades. Ainda bem que voltou;)

Besos

19 de janeiro de 2009 12:30

Ciça disse...

Oi querida!

É tão bom receber sua visita. Assim como é ótimo ler seus desabafos, anseios...

Linda semana pra ti!!!

Bjo

19 de janeiro de 2009 17:41

Clara Mazini disse...

Bom tê(lê)-la de volta! Um beijo!

20 de janeiro de 2009 14:37

D.Ramírez disse...

Ia voltar pra comentar no dia do aniversario (deveria ja tr comentado naquela hora, pelo menos adiantado), passou..rs sempre assim em data so dou bola fora.
Re, mesmo atrasado, desejo tudo de melhor pra vc pq vc merece muito e muito. E encerro entao a comemoração com o final da musiquinha, base de aniversario.
Cm qum sera..com quem será..com quem sera q a Renata vai casaaaarrrrrrr

hahaha

Besos Re e muitos mais anos de vida!!!!

22 de janeiro de 2009 10:48

Celia Rodrigues disse...

Renata,
O importante é que tudo se torna uma impressindível experiênica de vida, até os momentos confusos.

Voltei à blogosfera!
Abraço!

22 de janeiro de 2009 12:59

Melsavinon disse...

Olá!PAsso desejando uma boa semana!
Muitos beijos e até sempre!

26 de janeiro de 2009 10:48

meus instantes e momentos disse...

oi linda , passando para te desejar um belo dia.
Maurizio

27 de janeiro de 2009 05:49

O Profeta disse...

A terra adormece no nevoeiro
Tenho a pressa do vento
Um coração errante procura
A doçura de terno momento

Frágil e palpitante luz
A beleza voa com a manhã
O mar solta na terra ternos murmúrios
Perde-se na espuma toda a palavra vã


Dança comigo ao som da Lira


Boa semana


Mágico beijo

27 de janeiro de 2009 10:57

Postar um comentário