As vezes é preciso sabe
r escolhe
r, entre estar na cruz....


...... e
pregar os pregos nela.

*autor desconhecido.

 
 


As vezes ouço tua risada.

Sinto tua respiração.
Teu cheiro.

Tua presença.



Sentir tua falta já faz parte da minha rotina.


Nunca uma ausência se fez tão presente na minha vida... como agora.

 
 



Ela o reconhecia em todas as páginas.
Ele estava lá, explicito, inteiro e tran
sparente.

A saudade já não importava mais,o teria para sempre mesmo que tivesse que reler milhares de vezes,degustando cada palavra, cada frase que somente para ela faziam sentido.
Ali ele seria seu, como sempre quis.

E isso, ninguém tiraria dela.

 
 




A bruma está por toda a parte, deixando um ar de mistério quase sobrenatural.


Uma garoa fina cai serenamente, como um véu delicado e raro.


Um livro aberto, uma xícara de chá, um devaneio.



A boca cala o coração.

A alma cala a ilusão.

O corpo silencia uma intenção.


...........