As vezes ouço tua risada.

Sinto tua respiração.
Teu cheiro.

Tua presença.



Sentir tua falta já faz parte da minha rotina.


Nunca uma ausência se fez tão presente na minha vida... como agora.

 
 
 
 

Postar um comentário 6 comentários:

Alisson da Hora disse...

Esses versos são tão...eu!

22 de janeiro de 2010 02:47

Sun disse...

Como entendo...

beijo paixão.

22 de janeiro de 2010 12:00

Marcos Campos disse...

Presença...ausencia...a presença da ausencia...somos assim.
Beijos!

22 de janeiro de 2010 12:19

Rosemildo Sales Furtado disse...

Chega o tempo em que as coisas mudam, às vezes, até se invertem.

Bastante profundo! Adorei!

Beijos,

Furtado.

23 de janeiro de 2010 22:28

Bia Maia disse...

Ausência presente...ai...como isto dói...


beijos,

Bia

8 de fevereiro de 2010 13:27

Manu disse...

Lembrei de uma frase da Martha Medeiros que diz: 'Não sei sei vou ou se fico. Cansei de esperar por alguém cuja ausência me faz companhia.'
É, faz sentido (sem sentido).
Love you.

1 de março de 2010 15:48

Postar um comentário