Sobre a felicidade só tenho uma coisa a dizer.


Ela é escorregadia, é líquida, efêmera, etérea, vulnerável, sensível, quase surreal e muitas vezes irreal.


Digo isso porque quando sinto que estou feliz, quase nunca acredito e acaba que mesmo sabendo que está ali, pertinho de mim a deixo escapar.


Estou começando a acreditar que a felicidade não existe, o que existe são momentos felizes.


É isso.... e não quero somente "momentos" em minha vida.




Tô cansada.


De expectativas, de tentativas, de sentir o que não quero, de sofrer pelo que não vale a pena.



Simplesmente é isso.


Cansei.

 
 
 
 

Postar um comentário 13 comentários:

Érica disse...

Felicidade é um estado de euforia constante que mesmo diante do pior instante, ela permanece fazendo cócegas no nosso umbigo.

Tudo vai dar certo.

Beijo flor!!!

8 de fevereiro de 2010 15:31

Palavras que falam por mim disse...

Olá, antes de mais nada, parabéns pelo blog!

E por acha-lo de muito bom gosto é que o/a convido a vir conhecer a proposta do meu Blog para você.

Aguado sua visita!
Forte abraço!

Karina

8 de fevereiro de 2010 15:40

Sun disse...

Também estou cansada babe. Penso que o mundo está cansado, por isso é que está do jeito que está.

Um beijo
Saudades também!

8 de fevereiro de 2010 17:24

Aline Dias disse...

eu sempre pensei assim: não sou feliz, tenho momentos felizes. e vivo com isso.

beijos rê!

9 de fevereiro de 2010 04:41

Sarah Slowaska disse...

Concordo com o que a Sun disse .
E gostei do teu blog!

beijinhos

9 de fevereiro de 2010 14:34

Lis disse...

Oi, Renatinha!

Isso parece tanto comigo, :) Que eu poderia ter escrito sem nenhum problema, rrs.

Teu blog continua lindo.

Beijos

9 de fevereiro de 2010 15:30

tossan disse...

Migalhas para que te quero?! Belo texto! Beijo

9 de fevereiro de 2010 22:50

Dilberto L. Rosa disse...

Menina, a felicidade é um estado etéreo e bom, que a gente vive sem nem saber, porque está esperando o tal momento feliz derradeiro, aquele final com The End - mas aí não teríamos mais estórias pra contar...
Não se afobe, não, que nada é pra já, já diria o poeta maior da MPB, não é mesmo?! E outra: nada de ultimatos, sempre por aqui, etéreo ou em momentos felize suspensos... Abração!

10 de fevereiro de 2010 18:34

Juana disse...

Gostei muito do que você escreveu. E está certa... Mas acho que talvez esteja cansada porque te falta mais momentos felizes (ou não), em relação a isso; não vai mudar (creio), então eu venho te pedir para que viva todos os segundos como se fossem os ultimos ( isso parece/é clichê, mas funciona ), você tem motivos de mais para ser feliz e se não tem arranja. *:

10 de fevereiro de 2010 20:36

Juana disse...

Ah! E se a felicidade é escorregadia de mais, não deixa ela fugir, brincar de catar felicidade deve ser legal! (:

10 de fevereiro de 2010 20:38

Marcos Campos disse...

Oi Re!
Tudo depende do dia e do humor...felicidade, existe? Existe sim, mas de um jeito para cada pessoa, cada um a sente diferente, cada um precisa de determinada coisa ra ser feliz...mas antes de tudo, é preciso estar disposto a ser feliz!!
Respire e descanse, não se canse, não se renda!
beijo!

11 de fevereiro de 2010 12:34

Juana disse...

E vai que a vida nada mais é do que um teste pra saber até onde você vai ! Em todas as horas temos que concordar com a frase famosa do orkut que diz que para todo amor temos que enfrentar barreiras, mas o orkut esqueceu de colocar que também temos mais barreiras para achar o amor.
Posta mais no teu blog! Gostei mesmo! (:

17 de fevereiro de 2010 14:19

Fábio disse...

É o que sempre digo, a gente não É, a gente ESTÄ. Ou ESTAMOS felizes ou ESTAMOS tristes, mas não SOMOS felizes ou SOMOS tristes. Então, a gente não É nada, simplesmente ESTAMOS (de passagem)

18 de fevereiro de 2010 23:04

Postar um comentário